SINDJUS/DF faz mega manifestação

DF 6

Os servidores do Poder Judiciário Federal e Ministério Público Federal fizeram uma grande manifestação em frente ao Supremo Tribunal Federal, na data de ontem (16/06), durante a posse de seu novo ministro.Veja abaixo a íntegra da matéria publicada pelo SINDJUS-DF.

Mais de dois mil servidores fazem pressão em frente ao STF pelos PLCs 28 e 41

Na tarde desta terça-feira (16/6), mais de dois mil servidores vindos dos mais variados locais de trabalho, inclusive de outros estados, concentram-se em frente ao STF para pressionar as autoridades do Judiciário, Executivo e Legislativo pela aprovação dos PLCs 28 e 41/15. A categoria atendeu ao chamado do Sindjus e aproveitou a presença dos convidados para a posse do ministro Luiz Fachin para reivindicar respeito a nossa categoria que não tem um Plano de Cargos e Salários aprovado desde o ano de 2006.Um barulho ensurdecedor de buzinas, vindo de servidores debruçados nas grades, recebeu cada um dos convidados. Quando chegou o comboio presidencial, com o vice-presidente Michel Temer representando a presidente Dilma, pedidos de respeito tomaram conta da Praça. Além de Temer, também compareceram o presidente do Senado, Renan Calheiros, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e o procurador-geral da República, Rodrigo Janot.Além das buzinas, cornetas, rojões e gritos deram o tom de indignação de um ato que demonstrou o retrato de uma categoria aguerrida, insatisfeita e pronta para a luta. Os manifestantes fecharam o eixo monumental e dificultaram o acesso dos carros de autoridades, formando um grande engarrafamento. Embora o trânsito tenha ficado caótico, muitos motoristas se solidarizaram à luta dos servidores com buzinas e acenos de apoio. A polícia militar apareceu, mas não houve retaliação.A Diretoria do Sindjus agradeceu os manifestantes e enfatizou o sucesso do ato que teve repercussão instantânea na imprensa nacional, como revela abaixo o trecho de reportagem do Portal UOL:“Horas antes da posse de Fachin, enquanto convidados chegavam à sede do STF, um buzinaço foi realizado em frente ao Supremo por servidores Poder Judiciário. Eles reivindicavam reajustes salariais e continuaram o barulho durante a cerimônia de posse”.Para os coordenadores, o trabalho feito em cada local de trabalho irá fortalecer e ampliar ainda mais o movimento grevista. Com esse espírito, o Sindjus convocou todos os presentes a levarem mais colega para o ato desta quarta-feira (17/6), às 15h, em frente ao Ministério do Planejamento.Amanhã vamos levar a nossa realidade, que inclui a queda vertiginosa do nosso poder de compra e corrosão inflacionária dos nossos contracheques na ordem de 40%, ao ministério que recentemente soltou uma nota cheia de mentiras sobre o nosso pleito. Em seguida, em marcha, vamos descer na contramão até o Palácio do Planalto para cobrar da presidente Dilma o fim do arrocho contra a nossa categoria.

 DF 11DF 2DF 3DF 1

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *