15 estados e DF em greve pela aprovação do PCS

Nesta terça-feira (28) a greve dos servidores do Judiciário Federal e do MPU pela aprovação dos PCSs se fortalece com a adesão do Rio de janeiro e do Pará. Agora são 15 estados mais o Distrito Federal em greve por tempo indeterminado.

Servidores do Rio Grande Norte aprovaram greve de 48 horas nos dias 30 e 31 de agosto, quinta e sexta-feira desta semana. Os demais estados seguem firmes no movimento e realizam assembleias para discutir a contraproposta do governo, que já foi rejeitada por vários estados, em assembleias promovidas pelos sindicatos.

Confira abaixo o quadro de greve pelo PCS.

Greve por tempo indeterminado

Sindjus-DF: Servidores do DF estão em greve desde o dia 1º de agosto. A greve atinge todos os tribunais superiores (STF, STJ,TSE, TST e STM). No TJDFT, 100% do setor de informática está parado. O sindicato espera que a greve se consolide em todos os locais de trabalho do Bloco A da sede do tribunal. O movimento também atinge os órgãos do MPU, varas,fóruns e cartórios eleitorais.  Nesta terça-feira (28) servidores do DF realizaram mais um ato importante da greve pelos PCSs. Desta vez, mais de mil servidores de todos os órgãos do Judiciário e  do Ministério Público, cobraram que o ministro Ayres Britto tente negociar com a presidenta Dilma Rousseff avanço na contraproposta apresentada à categoria na semana passada. Nesta quarta-feira (29), o Sindjus-DF promoverá assembleia geral, às 16h, no STF.

Sintrajud-SP: A greve por tempo indeterminado, que teve início no dia 8 de agosto, segue mais forte no TRE e no Fórum Trabalhista da Barra Funda, mas também há adesões na Justiça Federal. No interior e na Baixada Santista há greve em: Araraquara, Barueri, Cotia, Diadema, Ferraz de Vasconcelos, Guarulhos, Itapecerica da Serra, Poá, Praia Grande, Ribeirão Pires, São Vicente, Santos, Cubatão e Guarujá. Servidores da JF de São Bernardo do Campo entraram em greve nesta segunda-feira (27). Na Baixada Santista, a categoria participou de ato unificado com os demais SPFs nesta terça-feira (28). Na quarta-feira (29), será realizado mais um “apagão” em São Paulo, com todos os ramos do Judiciário, da capital e do interior, paralisando as atividades.

Sindijufe-MT: A greve dos servidores no Mato Grosso, que também iniciou no dia 8 de agosto, se mantém com boa adesão. A proposta do governo foi rejeitada em assembleia geral na última sexta-feira(24), no TRT-23, quando eles decidiram continuar em greve. Nesta segunda-feira(27), foi realizada nova assembleia de avaliação do movimento e na manhã nesta terça-feira (28) foi realizado ato público unificado com a participação de 17categorias.

Sintrajusc-SC: Nesta terça-feira (28), 71 zonas eleitorais em Santa Catarina paralisaram as atividades. Na Justiça Federal há greve ou paralisação parcial em 13 municípios. A Justiça do Trabalho está fazendo paralisação diária de duas horas.Servidores da Justiça Federal, Justiça Eleitoral e do Ministério Público da União (MPU) de Joinville fizeram ato unificado na tarde desta terça-feira (28), na frente do prédio da Justiça Eleitoral, no centro da cidade. Na JF, há greve ou paralisação parcial na capital e em Blumenau,Caçador, Chapecó, Criciúma Itajaí, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Joinville, Lages,Laguna, Rio do Sul, Tubarão. Na JE, além da capital, nesta terça 67 zonas eleitorais vão paralisar. Na JT, o movimento atinge Florianópolis, Imbituba e Caçador.

Sindjufe-BA: A greve dos servidores da Bahia começou no dia 15 de agosto. O movimento atinge os três ramos do Judiciário Federal. Na segunda-feira (27), foi promovido ato na Justiça Federal e assembleia setorial na JT, em Feira de Santana e nesta terça-feira (28), a concentração foi no TRE. Nesta quarta (29), os servidores em greve participam de ato no TRT, em Nazaré, às 8h.Na sexta-feira (30), haverá assembleia geral, às 13h, no TRE, para debater os rumos do movimento.

Sintrajufe-RS: Os servidores do Judiciário Federal do Rio Grande do Sul estão em greve desde o dia 15 de agosto. Em assembleia geral realizada nesta segunda-feira (27), nas Varas Trabalhistas, os servidores reafirmaram a rejeição da proposta do governo e decidiram pelo fortalecimento e continuidade da greve. Com a participação de mais de 200 pessoas, a assembleia contou com presença de colegas de Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Esteio, Estrela, Gravataí, Montenegro, Novo Hamburgo, Pelotas, São Jerônimo, São Leopoldo, Soledade, Passo Fundo, Vacaria, Triunfo, Santana do Livramento e Farroupilha, além dos servidores da capital e de vários colegas aposentados. Na próxima quinta-feira (30) servidores do RS realizam Ato na Justiça Federal às14h e reunião do Comando Estadual de Greve.

Sindjus-AL: Os servidores do Judiciário Federal e do MPU em Alagoas retomaram a greve por tempo indeterminado no dia 20/08. A greve dos servidores de Alagoas conta com a participação dos servidores da Procuradoria da República. Nesta terça-feira (28) os servidores alagoanos realizaram ato público em frente ao prédio das Varas do Trabalho, em Maceió e nesta quarta-feira (29) o ato público junto aos servidores do Ministério Público Federal. A categoria também mobilizará os servidores dos cartórios eleitorais para participarem da greve.

Sitraemg-MG: A greve dos servidores do Judiciário Federal em Minas Gerais iniciada no dia 20/08 vem ganhando adesões com a participação de trabalhadores do interior e da capital. Além dos órgãos da capital, a greve de Minas atinge Ituiutaba, Ipatinga, Juiz de Fora, Manhuaçu,Coronel Fabriciano, Teófilo Otoni. Em assembleia geral realizada na última sexta-feira (24), os servidores de Minas disseram não à contraproposta do governo. Nesta segunda-feira (27), os grevistas reuniram-se em frente ao prédio da Justiça do Trabalho na capital para ouvir informes e protestar, munidos de buzinas, apitos e palavras de ordem, quanto ao descaso do governo Dilma Rousseff com os servidores. Na quarta-feira (29), das 12h às 14h,haverá ato público na Justiça Federal. Na sexta-feira (30), a partir das 11h30 terá concentração em frente à Justiça Federal e saída em passeata até o TRE.

Sindiquinze-SP: A greve dos servidores da 15ª Região teve início no dia 20 de agosto. A greve na 15ª Região foi ampliada nesta segunda-feira (27) com a adesão de mais servidores em São José do Rio Preto e dos colegas de Bauru e Lins, além de Campina e Franca. Os grevistas do Fórum e do TRT se concentraram, nesta segunda-feira (27), em frente à sede, em Campinas. Nesta quarta-feira (29), o Sindiquinze realizará uma grande assembleia em frente à sede do TRT-15 para deliberar sobre a continuidade do movimento na 15ª Região.

Sintrajufe-PI: Nesta quarta (29), servidores do Judiciário Federal e Ministério Público no Piauí realizam ato unificado com várias categorias do funcionalismo público no estado. A manifestação acontecerá em frente ao TRE-PI e marca o décimo dia de greve da categoria no Piauí. Nesta terça (28) os servidores se reuniram no TRE. Na quinta (30) haverá uma vigília, também em frente ao TRE, para pressionar o governo a incluir o PCS no Orçamento, já que sexta é o prazo final para o Executivo enviar a proposta orçamentária ao Legislativo. Em Picos, também há greve na JT.

Sintrajufe-MA: Servidores da Justiça Federal promoveram um “apagão” total das atividades nesta terça-feira (28). Também nesta terça foi realizada assembleia geral para deliberar sobre novas ações de fortalecimento da greve no estado. Até o fechamento deste não havia informações sobre os resultados da assembleia.

Sindjuf-PB: Os servidores da Justiça Eleitoral da Paraíba deflagraram greve por tempo indeterminado na última segunda-feira (27).A proposta de 15,8% de reajuste foi rejeitada pelos servidores. Os servidores da Justiça do Trabalho devem paralisar suas atividades na quinta-feira (30), véspera do último dia para envio do orçamento ao Congresso. No próximo dia 31, às 16h, os servidores realizam assembleia geral na sede do TRE-PB para avaliar o andamento das negociações.

Sinjufego-GO: Os servidores do RE, TRT e Justiça Federal de Goiás paralisaram suas atividades por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira (27). A greve dos servidores começou forte em Goiânia e teve boa adesão no interior do estado. No primeiro dia de greve foi realizado um ato unificado com a participação dos servidores do MPF e MPT em frente ao edifício-sede do TRE, que reuniu cerca de 400 servidores. Na manhã desta terça-feira (28) houve grande mobilização em frente à sede do TRT-GO, no Setor Bueno e às 14 horas os servidores realizaram passeata do TRT-GO passeata até a Central de Atendimento ao Eleitor, no Setor Marista. Para esta quarta-feira (29) está marcada concentração dos servidores do TRT-GO, às 9horas, na entrada do Fórum Trabalhista de Goiânia. De lá, a categoria segue em caravana para a Seção Judiciária Federal do Estado de Goiás onde participa de ato unificado na entrada da rua 20, no Centro de Goiânia, com os servidores do TRE-GO e da JF-GO.

Sitra-AM/RR: Os servidores do TRT no Amazonas entraram em greve por tempo indeterminado nesta segunda-feira (27). O Comando Local de Mobilização espera que o movimento vá ganhando espaço nos setores e prédios do regional durante a semana. Em assembleia realizada na última sexta (24), os servidores do TRT no Amazonas também decidiram rejeitar a proposta de reajuste apresentada pelo Governo Dilma.

Sindjuf-SE: Servidores do Judiciário Federal em Sergipe entraram em greve por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira (27). A assembleia que decidiu a adesão ao movimento foi realizada na última sexta-feira (24), após a manifestação que ocorreu na cerimônia de inauguração do prédio do MPE-SE, que contou com a presença do Presidente do STF, ministro Ayres Britto.

Sisejufe-RJ: Em assembleia realizada no dia 22/08,os servidores do Rio decidiram entrar em greve a partir desta terça-feira (28).A assembleia, que aprovou a retomada do movimento por unanimidade, contou com a presença de servidores das unidades da JF, do TRT e do TRE, além de colegas do MPU. Em ato público nesta segunda-feira (27), os trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União em conjunto com servidores de outras quatro categorias (Saúde, Educação, Cultura e Aeronáutica), além de estudantes das universidades federais e do Colégio Pedro II, ocuparam a entrada do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, obrigando a presidenta da República Dilma Rousseff a entrar escondida pela porta lateral do teatro, com a proteção da tropa de choque da Polícia Militar do Rio de Janeiro.

Sindjuf-PA/AP: Começou nesta terça-feira (28) a greve por tempo indeterminado dos servidores do TRE do Pará. A decisão foi tomada durante a assembleia geral realizada no dia 22/08, no hall do TRE, em Belém. Na sexta-feira (24), os servidores do TRE-PA e de outros tribunais tomaram as ruas do bairro Campina, em Belém, com placas, faixas, apitos e cornetas. O objetivo do ato público foi chamar a atenção da sociedade para o drama vivido pelos servidores do Judiciário Federal.

Paralisações

Sintrajurn-RN: Em assembleia, os servidores do Judiciário Federal do Rio Grande do Norte decidiram realizar um grande ato público na manhã da próxima quarta-feira (29), em frente ao TRT, e greve de 48 horas nos dias 30 e 31 de agosto, quinta e sexta-feira desta semana.

Sinpojufes-ES: Os servidores do Judiciário Federal do Espírito Santo estão fazendo, todos os dias, paralisações de três horas, das 12h às 15h, horário de maior concentração de servidores e do público. As mobilizações estão sendo na Justiça Federal, cujo prédio se localiza entre o TRE e o TRT. Os servidores capixabas também disseram não à contraproposta de 15,8%, apresentada pelo governo.

Sintrajuf-PE: Nesta semana, os servidores em Pernambuco promovem paralisações setoriais, de duas horas. Nesta terça-feira (28), houve paralisação no TRF, das 15h às 17h, e assembleia no TRT, às 13h. Nesta quarta-feira (29), o sindicato promoverá assembleia na Justiça Federal, às 17h. Na quinta-feira (30), das 8h às 10h, haverá paralisação no Fórum da Sudene e às 16h ato público no TRE. Na sexta-feira (31), a paralisação será novamente no Fórum da Sudene, também das 8h às 10h.

Sinjuspar-PR: Servidores das Justiças Eleitoral e Federal do Paraná estão em “estado de greve”. Em Curitiba, servidores fazem paralisação de 2 horas desde o dia 22/08. Em Apucarana, Campo Mourão, Paranaguá, Ponta Grossa, União da Vitória e Jacarezinho, os servidores fizeram paralisação em período integral nesta segunda (27) e nesta terça-feira (28) realizaram assembleia para decidir sobre a continuidade do movimento. Em Cascavel, nesta terça-feira (28) foi promovida paralisação de duas horas das 13 às 15 horas. Em Foz do Iguaçu, nesta segunda (27) o a paralisação contou também com a presença de servidores do MPF. A paralisação foi das 13h às 16h. Nesta terça-feira (28), a mobilização foi das 13h às 16h, em frente ao prédio MPF. Em Francisco Beltrão, os servidores fizeram nesta segunda-feira (27) passeata em conjunto com MPT, TRE e TRT. Em Londrina, os servidores fazem paralisação por 2 horas. Em Pato Branco a categoria está em estado de greve.

Sindjufe-MS: Os servidores do Judiciário Federal e do MPU, reunidos em uma paralisação com assembleia geral nesta segunda-feira (27), na frente do TRT, disseram não à proposta de reajuste de 15,8% parcelado em três anos. Os servidores aprovaram a manutenção do estado de greve e promover uma paralisação de 24 horas no dia 31/08, sexta-feira. No mesmo dia haverá assembleia geral às 14h30, que discutirá e deliberará sobre a possibilidade de deflagração de greve por tempo indeterminado.

Estado de greve

Sintrajufe-CE: Os servidores da Justiça Federal em “estado de greve”, o que significa, na prática, um aviso à Seção Judiciária e ao Tribunal de que os servidores poderão a qualquer momento decidir pela greve, realizar paralisações ou apagões.

Sinje-CE: Os servidores da Justiça Eleitoral também estão em estado de greve.

Da Fenajufe, com informações dos sindicatos

Foto: Joana Darc Melo

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *